A cada ano, o número de pacientes com distúrbios na coluna vertebral aumenta tanto na cervical quanto na lombar. Isto se deve a várias questões, desde má postura a problemas psicoafetivos. Nossa equipe é treinada para fazer seu diagnóstico e oferecer o melhor tratamento seguindo as etapas propostas pelo CSC (Centro de Saúde da Coluna) Condições que tratamos
Dor de coluna ( dor nas costas ) Doença degenerativa discal Hérnias de disco Espondilolistese Estenose da canal vertebral Tumores de coluna e de medula Deformidades ( escoliose e cifose) Fraturas da coluna Malformação de Chiari
Desde sua primeira visita até sua última, nossa equipe sempre estará pronta para oferecer o mais apropriado e eficaz tratamento para seu problema e sempre estaremos ao seu alcance para qualquer dúvida.
  • Tratamento conservador
    Sempre que possível, nosso primeiro tratamento será de forma conservadora não–cirúrgica com medicação, fisioterapia, acupuntura e infiltrações.
  • Tratamento cirúrgico
    Para algumas doenças, o tratamento cirúrgico é a única solução. A cirurgia de coluna é delicada e complexa e nossa equipe oferece o mais alto nível de tratamento devido ao constante aperfeiçoamento, visando sempre a cirurgia menos invasiva possível, com menor tempo de recuperação. Acreditamos que em nossas mãos os benefícios da cirurgia quando necessária ultrapassa seus riscos, não importa seu diagnóstico, nossos cirurgiões especialistas farão o possível para restaurar sua função e aliviar o máximo sua dor através da habilidade, conhecimento e com o uso dos recursos mais modernos disponíveis.
  • Por que o CSC ?
    Através de experiências internacionais onde foram visitados centro de coluna nos Estados Unidos e Alemanha, foi trazida experiência desses serviços onde o melhor tratamento é oferecido quando há um equipe altamente especializada no assunto com total dedicação em determinada patologia e aonde o paciente não fique perdido e tenha um plano individualizado para sua recuperação que possa ser estabelecido e seguido. Sendo assim, foi criado o CSC a fim de reverter todo o conhecimento, experiência e dedicação da nossa equipe em prol dos pacientes com doenças da coluna. Unimos uma equipe multidisciplinar para abranger todos os campos, desde o diagnóstico a todos os tipos de tratamento.
  • Dor de coluna (dor nas costas)
    90% da população, em algum momento da vida, terá dor na coluna sendo que a maioria sem uma causa específica. Para nós, é importante separar as dores agudas das crônicas pois terão acompanhamento totalmente diferenciados. A maioria das dores de coluna dura um tempo determinado curto de dias ou semanas caracterizamos este tipo de dor como aguda e 90% dos pacientes com dor aguda terão espontaneamente resolução da dor. Caso dure mais de 3 meses, classificamos como dor crônica e uma avaliação de um especialista médico é necessária. Normalmente está associada a alterações psicológicas como distúrbio do sono, baixa disposição, mudança do apetite, perda do libido e alterações do humor, por isso é importante a presença de outros profissionais da equipe como os psicólogos. Apesar da alta tecnologia, o mais importante é obter uma boa história e um bom exame físico. Por isso, na primeira visita, se gastará mais tempo com o especialista em coluna. É através da história e exame físico, que avaliaremos o início da dor, duração, localização, posição que aumenta a dor ou alivia se há dormência, ou perda de força de um membro, reflexos ou se há sinais de alerta (red flags) como: Febre Perda de peso Historia de câncer Uso de drogas ou álcool Osteoporose Dor mecânica Não melhora com tratamento conservador Déficit neurológico Se houver presença de um desses sinais, será feita uma investigação melhor através de exames de imagem e laboratorial. O estudo inicial normalmente é a radiografia da coluna vertebral. Ela dá algumas informações importantes como alinhamento da coluna, qualidade óssea, se há fratura, porém é pouca específica. A ressonância magnética da coluna (RM) é o melhor estudo de imagem, pois fornece informação sobre os discos vertebrais, nervos, medula, saco dural e espaço epidural.
  • Causa de dor nas costas
    Como falado anteriormente 85% dos casos não há causa específica e há pouca correlação entre exames de imagem e a dor, quando há causa especifica elas são: Hérnia de disco – ruptura da capsula do disco (anulo fibroso) com extravasamento do núcleo e compressão de uma raiz nervosa ,pode causar dor nas costas, mais frequentemente intensa dor em membro inferior ,pode levar a dano permanente do nervo se não tratada de forma adequada Degeneração discal – Devido ao desgaste do disco por degeneração com a idade, má postura , tabagismo e outros fatores , o disco perde altura ocasionando uma diminuição do forame neural e compressão de raízes nervosas Fratura vertebral – fratura de uma ou mais vértebra pode ser por trauma , osteoporose ou tumores Trauma – fraturas ou lesão muscular ou de ligamentos devido acidentes automobilísticos ou quedas e esportes de contato Tumores – podem ser de origem primaria ou metastáticos e causam dor por distensão do periósteo ,fratura vertebral ou compressão nervosa Espondilolistese – Deslizamento de uma vértebra sobre a outra podendo causar instabilidade vertebral ou estiramento de uma raiz nervosa Estenose de canal – pode ser congênito ou devido alterações degenerativas leva ao estreitamento do canal vertebral , espaço onde passam as estruturas nervosas (medula e nervos) Infecção - menos de 1% das causas mais comum em pacientes usuários de drogas ,renais crônicos e outras doenças Outras causas sem ser da coluna – pancreatite , calculo renal ,aneurismas de aorta , fibromialgia, problemas nas articulações sacrilíacas
Consultas Convênios e Particulares. Ligue e consulte